O PILAR-DJED

O pilar-djed é um fetiche pré-histórico, cujo significado  ainda não foi explicado univocamente. Aparece pela primeira vez em Mênfis relacionado aos ritos do deus Sokar, o deus da necrópole, e nos ritos agrícolas de Ptah

Uma vez que Ptah foi equiparado a Sokar, o deus da necrópole, e o último com Osiris, o antigo fetiche tornou-se um símbolo deste deus no começo do Novo Reino. O pilar djed, que é caracterizado por uma coluna larga de madeira com barras em cima (três ou quatro), foi associado à coluna vertebral de Osíris.  

O PILAR-DJED

O simbolismo do pilar djed teve um papel importante nos rituais da realeza egípcia. O ritual do “levantamento do pilar djed” consistia em erguer um poste grande por meio de cordas e da assistência de sacerdotes. Este  ato simbólico  teria como significado a busca por “resistência” ou “estabilidade”.  A elevação do pilar djed também representava a vitória de Osíris sobre a morte e os seus inimigos.

Na arte egípcia, coluna djed apareceu em vários suportes diferentes, como pequenos amuletos que se acreditava terem qualidades protetoras; pintado no fundo dos caixões, onde foi colocada a parte de trás do falecido, um esforço para associar os mortos a Osíris; ou em características arquitetônicas de túmulos, como pilares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *