Arte e decoração egípcia no centro de Porto Alegre

Quem passa na frente do atual prédio da Biblioteca Pública do Estado do Rio Grande do Sul, no Centro Histórico de Porto Alegre, não desconfia da decoração interna da tradicional instituição gaúcha.  O atual prédio da Biblioteca Pública começou a ser construído em 7 de fevereiro de 1912, com base no projeto do engenheiro porto-alegrense Afonso Hébert. Durante a década de vinte o prédio precisou ser aumentado e foi durante essa reforma que foram construídas diversas salas temáticas.

Escultura de esfinge com seios, em pedra grés, portando o nemes, o toucado egípcio, em versão muito particular e estilizada.

O pintor Fernando Schlatter ficou responsável pela decoração do gabinete do diretor, denominado, à época, de sala egípcia.  Na sala são exibidas duas representações de esfinge. Uma figura pintada na parede e uma escultura de esfinge com seios, em pedra grés, portando o nemes, o toucado egípcio, em versão muito particular e estilizada.

Urubu policrômico – na imagem, o animal com suas asas abertas e agitadas, força o visitante a olhar para cima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *